Downloads

Tenha acesso aos nossos ensaios técnicos, catálogos e materiais digitalizados

Manual de Desempenho

Contém explicações sobre a norma de desempenho NBR 15575 e ensaios realizados pela Pauluzzi como ensaios acústicos, estanqueidade, resistência ao fogo, transmitância e capacidade térmica, impacto de corpo mole, corpo duro, peças suspensas para o devido atendimento da norma.

Biblioteca BIM Pauluzzi

A Pauluzzi disponibiliza suas linhas de produtos em formato que atende ao conceito BIM, demostrando o investimento em tecnologia para auxiliar clientes, profissionais e parceiros.

Além das linhas de produtos, desenvolveu um showroom com os sistemas de alvenarias com os blocos cerâmicos Pauluzzi aplicados para o atendimento da norma de desempenho NBR 15.575.

Com este trabalho a Pauluzzi deseja que todos os envolvidos em projetos e construções de edificações apliquem tecnologias e processos para melhorar o desenvolvimento de seus produtos.

Catálogos Pauluzzi

Caderno Pauluzzi para alvenaria estrutural com blocos cerâmicos

Este material foi elaborado com o objetivo de informar alguns princípios do processo construtivo de alvenaria estrutural de blocos cerâmicos, apresentando recomendações técnicas que são fundamentais para uma utilização adequada de nossos produtos. Antes de sua aplicação, essas orientações devem ser discutidas com o arquiteto(a) ou engenheiro(a) responsável técnico pela obra.

Alvenaria: Vedação Racionalizada

Este material foi elaborado com o objetivo de informar alguns princípios do processo construtivo de alvenaria estrutural de blocos cerâmicos, apresentando recomendações técnicas que são fundamentais para uma utilização adequada de nossos produtos. Antes de sua aplicação, essas orientações devem ser discutidas com o arquiteto(a) ou engenheiro(a) responsável técnico pela obra.

Catálogo de Produtos

Conheça nossa linha de produtos completa. Aqui você encontra as linhas de resistências, tamanho dos produtos, quantidades por pallets e outras especificações técnicas.

Materiais para Profissionais

Blocos cerâmicos Pauluzzi para TQS

Como adicionar os blocos cerâmicos Pauluzzi no CAD ALVEST
Blocos Pauluzzi para TQS
Biblioteca ALVEST Pauluzzi
Blocos com todas as medidas

Blocos para Autocad

Tabela de Blocos CAD versão 2009
Tabela de Blocos CAD versão 2000

Material Técnico

Certificado

Certificado do Programa Setorial da Qualidade – Cerâmica Vermelha.

Atas e Relatórios

Ata CCCE 488

Ata que aprova a utilização de blocos cerâmicos do tipo “Bloco Estrutural 141929 10 Mpa” com largura de 14 cm, altura 19 cm e comprimento 29 cm com reboco externo de 2cm de espessura e interno de 1cm, em paredes externas em geral e paredes que constituam divisórias entre unidades autônomas previsto no art. 43, inciso I da L.C. 284/92.

Ata CCPI 1388

Ata que aprova a utilização dos blocos cerâmicos vazados nas dimensões 14x19x29 e 19x19x29, em escadas enclausuradas à prova de fumaça e como medida de compartimentação com resistência de 4 horas devendo, no entanto, serem revestidos com argamassa em ambos os lados de no mínimo 2cm, resultando dimensões finais dos blocos em 18x23x29 e 23x23x29.

Ata CCPI 1479

Ata que aprova a utilização dos blocos cerâmicos do tipo “Bloco Estrutural – BE 141929” com largura de 14cm, altura de 19 cm e comprimento 29cm, com resistência à compressão nominal de 10mpa em paredes externas, divisórias entre economias e paredes corta-fogo com resistência a 4 horas de fogo com revestimento argamassado, quando houver face externa de no mínimo 2cm e sem revestimento para as faces internas.

Requerimento para blocos da família 14

Requerimento para prefeituras para homologação da utilização da família 14 cm para paredes externas, divisórias entre economias e paredes corta-fogo com resistência de 4 horas, com revestimento argamassado quando houver face externa de no mínimo 2 cm e sem revestimento para a faces internas.

Parecer técnico: desempenho de revestimento em paredes cerâmicas

Janeiro de 2010
Parecer técnico sobre o desempenho de revestimentos em paredes construídas com blocos lisos e ranhurados.

Relatório: Isolação sonora em câmara reverberante de materiais de construção

20 de julho de 1998 A perda de transmissão em ruído rosa para a parede de blocos cerâmicos BP141929 com 14cm revestida com argamassa (espessura final 18cm) foi de 49,3 dB(A)>

Relatório técnico

06 de março de 1997 Os valores de desempenho acústico foram estimados por cálculo. Foram comparadas amostras de blocos cerâmicos com 14cm de largura e bloco de concreto com 19cm de largura. O relatório expressa nas suas considerações: – Não existe diferença significativa entre os componentes executados com os diferentes blocos, do ponto de vista de isolamento acústico.

Artigos

Técnicas construtivas em Alvenaria Estrutural: contribuição ao uso por Eng. M.Sc. Marcus Daniel Friederich dos Santos (1998)
Analysis of pathological defects of load-bearing masonry technology in low income projects por Eng. M.Sc. Cristiano Richter (2008)
Estudo para a padronização das dimensões de unidades de alvenaria estrutural no Brasil através do uso da coordenação modular por Arq. M.Sc Dóris Zechmeister (2005)
Alvenaria estrutural: processo construtivo racionalizado por Eng. M.Sc. Cristiano Richter (2007)
Influência da dimensão modular da unidade na produtividade em alvenarias estruturais de blocos de concreto. Neste trabalho mostra-se o comparativo de produtividade entre as famílias de 29cm contra 39cm de comprimento. Através de cálculos pela Arq. M.Sc. Dóris Zechmeister, a família de 29cm se mostra 12% mais produtiva. Por M.Sc. Arnaldo da Silva Ramos (2001)
Qualidade da alvenaria estrutural em habitações de baixa renda: uma análise da confiabilidade e da conformidade por Eng. M.Sc. Cristiano Richter (2007)
Alvenaria estrutural: tão antiga e tão atual por Prof. Eng. M.Sc. Odilon Pancaro Cavalheiro
Estudo de diferentes geometrias de blocos estruturais cerâmicos por Eng. M.Sc. Marcus Daniel Friederich dos Santos
Habitações de caráter social utilizando bloco cerâmico por Eng. M.Sc. Marcus Daniel Friederich dos Santos
Desempenho de prismas e paredes construídas com diferentes geometrias de blocos cerâmicos por Eng. M.Sc. Marcus Daniel Friederich dos Santos
Análise da resistência de prismas e pequenas paredes de alvenaria estrutural cerâmica para diferentes tipos de argamassas por Eng. M.Sc. Mauro Joel Friederich dos Santos

Ensaios de Resistência à Compressão

Laudo de paredes com grautes

Junho de 2008
Relatório técnico de ensaios de paredes estruturais grauteadas à compressão

Laudo de paredes sem grautes

Maio de 2008
Relatório técnico de ensaios de paredes estruturais não grauteadas à compressão

Relatório: Valores Referenciais para Prismas

2 de novembro de 2007
Quadro resumo de valores de PRISMAS com argamassas diversas da FIDA.

Determinação das características geométricas e resistência à compressão

12 de junho de 2007
Bloco estrutural BM141929 de 18MPa. Fbk,est(adotada) = 23,2MPa

Determinação da resistência à compressão de prisma cheio

12 de junho de 2007
Prisma cheio aos 28 dias com BM141929 de 18MPa, argamassa estrutural FIDA 15MPa e graute de resistência média 28,6MPa aos 28 dias. Fp=19,4MPa

Determinação da resistência à compressão de prisma oco

12 de junho de 2007
Prisma oco aos 28 dias com BM141929 de 18MPa com argamassa estrutural FIDA 15MPa. Fp = 13,5MPa

Determinação da resistência à compressão de prisma cheio

12 de junho de 2007
Prisma cheio aos 7 dias com BM141929 de 18MPa, argamassa estrutural FIDA 15MPa e graute de resistência média 25,6MPa aos 7 dias.

Determinação da resistência à compressão de prisma oco

12 de junho de 2007
Prisma oco aos 7 dias com BM141929 de 18MPa com argamassa estrutural FIDA 15MPa. Fp = 12,6MPa

Determinação da resistência à compressão e determinação do módulo estático de elasticidade e da curva tensão-deformação

12 de junho de 2007
Prisma cheio aos 28 dias com BM141929 de 18MPa, argamassa estrutural FIDA 15MPa e graute FIDA 25MPa aos 28 dias:
– Paredinha oca: Fp = 8,5MPa
– Paredinha cheia: Fp = 10,1MPa

Atas e ensaios de desempenho

Ensaios de resistência dos lotes

l

Materiais para profissionais